Youtube
Twitter
Rss
Email

Imprensa

8 de agosto de 2017 - 16h20

Justiça Eleitoral lança pesquisa participativa para ouvir cidadãos e definir metas para 2018

Pesquisa participativa para ouvir cidadãos segue disponível até o próximo dia 13

Continua aberto o processo participativo e democrático para os profissionais da área jurídica e cidadãos de todo o país se manifestarem e dizer qual das metas estipuladas para a Justiça Eleitoral é a mais importante a ser alcançada em 2018. Também é possível avaliar o grau de relevância de cada uma delas. O processo permanecerá aberto até o dia 13 de agosto. Clique aqui para responder a pesquisa. 

O secretário de tecnologia da informação do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO), Jader Gonçalves, explicou que essa é uma forma da Justiça Eleitoral se aproximar do cidadão e é um momento em que o cidadão poderá dizer o que é mais importante para ele.

“Foram elencadas cinco metas a serem submetidas à consulta pública, uma delas é relacionada a quitação de multas eleitorais  para que seja implementada uma sistemática  em que o eleitor possa  realizar esse serviço pela internet, sem a necessidade de ir ao cartório, outra das cinco metas é sobre educação eleitoral  de forma a esclarecer o eleitor  quanto a importância do ato de votar, bem como a conscientização dos jovens estudantes” ressaltou o secretário.

Pesquisa

O cidadão responderá a um breve questionário disponível nos portais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e Tribunais Regionais Eleitorais (TREs). A consulta também será divulgada na intranet, páginas e perfis nas redes sociais do TSE e TREs, via e-mail, peças gráficas e imprensa.         

O objetivo é tornar o processo de escolha das metas específicas para a Justiça Eleitoral o mais participativo possível e ouvir da sociedade o que ela espera que essa justiça especializada possa fazer pelo Brasil.

Em caso de dúvidas sobre as metas que serão alvos de escolha ou avaliação, ou ainda sobre o preenchimento do formulário, o participante poderá consultar o glossário disponível no link da pesquisa.

Metas

Na Resolução 221, de 10 de maio de 2016, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) indicou a necessidade da realização de consulta pública como etapa preliminar ao processo de formulação das metas nacionais do Poder Judiciário, nas quais estão inseridas as da Justiça Eleitoral, e das políticas judiciárias do CNJ.

 

Essas políticas são formuladas a partir de estudos e análises técnicas feitas pelo Conselho visando o aperfeiçoamento do Poder Judiciário. As ações são traçadas por conselheiros e comissões permanentes do CNJ, pela Corregedoria Nacional de Justiça e pela Presidência do órgão de controle administrativo, financeiro e disciplinar do Judiciário nacional.    

 

Confira aqui as metas específicas da Justiça Eleitoral e participe da pesquisa dizendo qual delas você considera ser a mais importante para 2018.

Gestor Responsável: Assessoria de Comunicação Social, Corporativa e Cerimonial +

Quem somos

Contatos