Youtube
Twitter
Rss
Email

Imprensa

7 de agosto de 2017 - 12h20

Servidores do TRE-TO participam de curso de avaliação e gestão de riscos

Servidores do TRE-TO participam de curso de avaliação e gestão de riscos

Buscando adequação às novas exigências da versão 2015 da certificação de qualidade ISO 9001, os gestores de processos do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO), participaram na manhã desta segunda-feira (7/8), do curso “Avaliação e Gestão de Riscos”, na sala de treinamentos do Anexo I.

As orientações do curso foram repassadas pelo coordenador de Suporte e Infraestrutura do Regional Valdenir Borges Junior. "A gestão de riscos já é utilizada por todos nós na execução das atividades e também no dia-a-dia, o que faremos agora é qualificar de maneira formal os riscos do Tribunal", explicou o coordenador.

A Política de Gestão de Riscos foi estabelecida com a resolução nº 370/2016 do TRE-TO, que objetiva estabelecer conceitos, diretrizes, atribuições e responsabilidades do processo de gestão de riscos, bem como orientar a identificação, avaliação, tratamento, monitoramento e a comunicação dos riscos institucionais, incorporando a visão de riscos à tomada de decisão, em conformidade com as melhores práticas adotadas no setor público.

Com a capacitação os gestores de processos farão a classificação de impacto dos riscos utilizando metodologia aprovada pelo Comitê de Gestão Estratégica e da Tecnologia da Informação e Comunicação - COGETIC.

Dentre os processos finalísticos da qualidade mapeados que terão os riscos acompanhados estão: votação, apuração, diplomação, atendimento ao eleitor e tramite processual judicial de 1º e 2º grau.

A assessora de Pesquisa, Estratégica e Gestão da Qualidade (ASPEQ), Silvia Helena, explica que os riscos serão avaliados pelos gestores, individualmente, como muito baixo, baixo, relevante, alto e muito alto, e que após esse processo a Diretoria Geral irá conhecer todos os riscos do Tribunal e priorizar assistência aos mais evidentes.

“Nessa nova versão da ISO 9001 a grande mudança é a gestão de riscos. Tudo que fazíamos antes e que já ganhava o selo de qualidade, agora para mantermos, teremos que fazer gestão dos riscos do Tribunal, com o intuito de identificarmos tudo que possa impactar no alcance dos nossos objetivos, e darmos tratamento diferenciado de acordo com a escala de impacto”, destacou Silvia Helena.

 

(ASCOM TRE-TO)

Gestor Responsável: Assessoria de Comunicação Social, Corporativa e Cerimonial +

Quem somos

Contatos