Servidores são preparados para elaboração de projeto de pesquisa

.

Servidores são preparados para elaboração de projeto de pesquisa

Após três encontros, servidores da Secretaria e Zonas Eleitorais finalizaram, na manhã desta quinta-feira (8/2), o curso de “Elaboração de anteprojeto/projeto de pesquisa e tópicos de metodologia científica aplicada”, mediada pelo servidor Adilson Cunha, lotado no Gabinete de Juiz Membro I.

A iniciativa visa capacitar os servidores na elaboração de anteprojeto/projeto de pesquisa acadêmica e profissional, possibilitando a sua participação em pós-graduação stricto sensu e lato sensu, bem como, o desenvolvimento de pesquisas de natureza técnica necessárias ao planejamento logístico, administrativo e jurisdicional do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO).

Para  Adilson Cunha, o aperfeiçoamento do nível superior em que já estamos habilitados amplia horizontes. “Quando você participa de curso de pós-graduação Stricto Sensu você ganha não só uma nova perspectiva de vida como também uma nova perspectiva técnico-profissional. Nos mestrados profissionais o que se quer justamente é um profissional aperfeiçoado ao máximo para que a partir dali, ele não só tenha para si, mas também para sua instituição, novas soluções para dificuldades que possam surgir. Não é apenas um título, é uma experiência de vida a partir de todo processo que nos leva a obtenção desse título”, ressaltou.

O chefe de cartório da 3ª Zona Eleitoral de Porto Nacional, Alideclecio Cavalcante, elogiou a iniciativa do TRE-TO em proporcionar a capacitação dos servidores. “Esse tipo de curso vem para contribuir com a qualidade dos serviços prestados, a preparação é essencial para conseguirmos elevar ainda mais o padrão de qualidade do Tribunal e também do nosso conhecimento pessoal” disse.

Mestrado

Uma parceria entre o Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) e a Universidade Federal do Tocantins (UFT), proporcionará aos servidores efetivos cinco vagas para o mestrado profissional em Gestão de Políticas Públicas (Gespol), promovido pela instituição de ensino. A oferta incluirá  o custeio de 70% do curso, ficando o servidor aprovado com a contrapartida de apenas 30% do valor.

A contrapartida do Tribunal na oferta de vagas para o mestrado e na capacitação dos servidores para a elaboração do projeto de pesquisa foi aclamada pela chefe as Seção de Legislação e Normas (SELEN), Jacira Tavares. “Fiquei muito feliz pelo Tribunal ter possibilitado essa capacitação, porque além de proporcionar o mestrado com o subsidio de quase 70% do valor, ainda está dando condições para nos prepararmos para participar da seleção com competência. Estamos  satisfeitos pela iniciativa do Tribunal e pela escolha de um colega tão competente para ministrar o curso. Iniciativas como essas fazem com que os servidores se sintam valorizados em relação ao trabalho e ao colega de trabalho que se predispôs com boa vantagem inclusive, até agora, no finalzinho do curso a corrigir os trabalhos dos pré-projetos. Isso para nós é muito gratificante” destacou.

Inscrições do Mestrado

As inscrições para o mestrado iniciaram às 13h deste dia 1º de fevereiro e seguem até às 17h59 do dia 23 de fevereiro de 2018 e deverão ser realizadas na Secretaria do Mestrado em Gestão de Políticas Públicas, na UFT campus Palmas.

O processo seletivo consiste em quatro fases: prova objetiva, redação, prova oral e análise de currículo. As duas primeiras fases acontecem no dia 16 de março de 2018, já a prova oral acontece nos dias 5 e/ou 6 de abril. A divulgação do resultado final será feita no dia 16 de abril.

Confira mais informações sobre as documentações, requisitos, linhas de pesquisa, processo seletivo, conteúdos e bibliografia sugerida, entre outros, no edital.

 

 (ASCOM TRE-TO)

Últimas notícias postadas

Recentes