Comunidade Xerente recebe ação da Justiça Eleitoral

Comunidade Xerente recebe ação da Justiça Eleitoral

Comunidade Xerente recebe ação da Justiça Eleitoral
arte: Diogo Akyra

O projeto de inclusão sociopolítica dos povos indígenas agora é uma ação permanente do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) e, nesta segunda-feira (20/5), juízes e servidores estarão nas Aldeias Funil e Porteira, da etnia Xerente, localizadas no município de Tocantínia, para levar palestras sobre educação política, aplicação de jogo interativo, além de votação simulada nas urnas eletrônicas.

Idealizado em 2017 pelo Presidente do TRE-TO, desembargador Marco Villas Boas, o projeto visa construir instrumentos de efetivação plena dos direitos de cidadania dos povos indígenas, buscando promover a inclusão cidadã e incentivar a participação e representatividade política dos povos.

Resultados em 2018

Como resultado do projeto, comparado a eleições anteriores, em 2018 ocorreu o menor número de abstenções durante a votação em seções eleitorais instaladas em aldeias. Também foi registrado redução no número de votos brancos e nulos.

Ainda em 2018, o projeto realizou cerca de 600 atendimentos ao eleitor, dentre eles alistamento eleitoral, transferência, revisão e emissão de segunda via do título.

Também foram distribuídas 9.500 cartilhas eleitorais, com temas sobre legislação eleitoral, propaganda, principais crimes eleitorais e perguntas e respostas sobre o processo eleitoral, traduzidas para as quatro línguas – Akwê, Meri, Iny e Panhi.

Já as atividades de educação política realizadas nas aldeias, contemplaram mais de 1.100 indígenas.

 

 

(ASCOM - TRE-TO)

Últimas notícias postadas

Recentes