TRE-TO participa de Seminário Internacional Fake News e Eleições

.

Abertura do Seminário Internacional Fake News e Eleições

Realizado pelo Tribunal Superior Eleitoral, com apoio da União Europeia, foi aberto na noite de quinta-feira (16/5) o Seminário Internacional Fake News e Eleições. O evento prossegue nesta sexta-feira com painéis temáticos, e acontece no edifício-sede do TSE, em Brasília, com transmissão feita pelo canal da Justiça Eleitoral no YouTube e pelo perfil do TSE no Twitter.

O encontro conta com a participação de autoridades brasileiras, representantes de instituições estrangeiras, profissionais da imprensa e interessados no tema. Do Regional Tocantinense participam o Vice-Corregedor, juiz Rubem Ribeiro de Carvalho, o juiz substituto Márcio Gonçalves Moreira e as assessoras Marisa Webler, Ana Lúcia Aquino, Lariza Paranaguá e Elizabeth Hilário.

Ao abrir o Seminário Internacional Fake News e Eleições, a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, afirmou que “a sociedade deve estudar, compreender e acompanhar o fenômeno das fake news para que seja possível, ao menos, minimizar a sua esfera de influência na salvaguarda da lisura de exercício do bem maior, que é a democracia”.

Rosa Weber lembrou que, nas Eleições Gerais de 2018, a própria Justiça Eleitoral foi vítima de ataques maciços, com a divulgação, em larga escala, de notícias falsas visando ao descrédito da instituição, de seus integrantes e da suspeição do sistema eletrônico de votação. “Mais uma vez, registro a total ausência de comprovação, nestes mais de 20 anos de utilização das urnas eletrônicas e dos correspondentes sistemas de votação, de qualquer fraude a deslegitimar o modelo”, enfatizou a ministra.

O encontro vem debatendo as implicações da disseminação de notícias falsas e seus efeitos no processo eleitoral e na sociedade. A ideia é discutir formas de impedir ou minimizar a divulgação de fake news nas Eleições Municipais de 2020, levando em conta a experiência adquirida durante o último pleito, em 2018.

 

Com informações do TSE

Júlia Fernandes – estagiária, revisado por Eva Bandeira