Youtube
Twitter
Rss
Email

Imprensa

19 de maio de 2017 - 12h10

Servidores visitam comunidade Krahô e ressaltam a importância da biometria para os indígenas

Servidores visitam comunidade Krahô e ressaltam a importância da biometria para os indígenas

O prazo da Revisão Eleitoral obrigatória se encerra no próximo dia 26 de maio, e para distribuir folhetos e mobilizar cerca de 100 indígenas da etnia Krahô que ainda não atenderam à convocação do TRE-TO, servidores da Justiça Eleitoral  visitaram as aldeias indígenas Rio Vermelho e Capitão do Mato,  localizadas no município  de Goiatins.

As aldeias são distantes 70 km de Goiatins, parte do trajeto foi feito de carro, 3 Km a pé e o restante de barco guiado pelos próprios indígenas. O chefe de cartório Antônio Fábio ressaltou a importância de divulgar in loco os serviços da revisão e cadastro biométrico. "Mesmo com as dificuldades para chegar até as aldeias, cumprimos nosso dever de garantir a  todos os cidadãos o acesso à Justiça Eleitoral", afirmou.

Servidor do TRE-TO há 12 anos, Rubilar Furini,  que também participou da ação,  destacou a relevância de possibilitar o  atendimento ao cidadão indígena . "Não medimos esforços pra atender à toda comunidade do Tocantins, a Justiça Eleitoral do nosso Estado é sempre atuante".

Goiatins, sede da 32 Zona Eleitoral,  conta com 8.225 eleitores, dos quais 714 são indígenas.

A etnia Krahô

A etnia Krahô vive no nordeste do Estado do Tocantins, na Terra Indígena Krahô, localizada nos municípios de Goiatins e Itacajá, entre os rios Manoel Alves Grande e Manoel Alves Pequeno, que são afluentes da margem direita do Rio Tocantins. A vegetação predominante é o cerrado, com presença de estreitas florestas que acompanham os cursos dos rios. A floresta que acompanha o Rio Vermelho, no entanto, é mais larga e compõe o limite nordeste do território indígena. ( Fonte: encontrodeculturas.com.br)

Eva Bandeira

Gestor Responsável: Assessoria de Comunicação Social, Corporativa e Cerimonial +

Quem somos

Contatos