Eleições sem Sujeira: quase 1 tonelada de papel e plástico é recolhida no Tocantins

Foram encaminhados para reciclagem 825 quilos de papel e plástico.

Escola Estadual Novo Horizonte sem sujeira.
Escola Estadual Novo Horizonte, em Palmas

O projeto Eleições sem Sujeira encerra as atividades voltadas às eleições municipais 2020 com balanço positivo das ações realizadas com foco na preservação do meio ambiente. Mantendo o compromisso de eleições limpas, o Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) deu a destinação correta a quase uma tonelada de papel e plástico utilizados no dia da votação (15/11) pela Justiça Eleitoral. A maioria dos candidatos e partidos também fez a sua parte e não sujou as ruas das cidades com santinhos e demais materiais de campanha.

Conforme balanço apresentado pelo Núcleo de Gestão Socioambiental (Nuges), foram encaminhados para reciclagem 825,300 quilos de papel e plástico. Resíduos são referentes aos cartazes utilizados para identificação dos locais de votação e orientação ao eleitor; manuais, guias e papel em geral; além das embalagens de álcool vazias. Somente em Palmas foram recolhidos 400 quilos de material reciclável.

“É importante lembrar que o planeta é a nossa casa e os resíduos descartados de forma inadequada ficam centenas de anos agredindo o meio ambiente, poluindo rios, mares e ainda contribuindo para o surgimento de doenças. Foi pensando assim que desde 2016 o Tribunal vem trabalhando o projeto Eleições sem Sujeira para minimizar o impacto ambiental decorrente da realização das eleições”, explicou a coordenadora do Núcleo de Gestão Socioambiental do Tribunal, Wagna Cristiane. 

Os frascos de álcool em gel não utilizados nas eleições foram doados às prefeituras. Ao todo, foram 1.657 unidades doadas

Geração de renda

Os resíduos recicláveis produzidos pelo TRE-TO durante as Eleições 2020 foram coletados pelas zonas eleitorais e encaminhados para 25 associações de catadores cadastradas pelo Tribunal, levando em conta a proximidade do município, conforme logística desenvolvida e sugerida pelo Nuges. Em Palmas, parte dos resíduos foi encaminhado para a ASCAMPA – Associação de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis da Região Centro Norte de Palmas, que atualmente emprega uma média de 20 associados. O papel recolhido por eles, por exemplo, será destinado para uma indústria de Anápolis e será transformado em papel higiênico e papel toalha. Há ainda a opção de reciclar o papelão e o plástico.

Há 9 anos trabalhando com a coleta seletiva, Jucian Gonçalves Rodrigues, vice-presidente da ASCAMPA, explica que a consciência de não sujar a cidade no período eleitoral já cresceu bastante. “Inclusive muitas pessoas já deixam seu material aqui na associação. Esse trabalho de conscientização que o Tribunal faz durante as eleições tem ajudado bastante. Com certeza esse material doado vai gerar renda para a gente. Um recurso que dá para viabilizar a vida dos associados”, explicou.

O mesário Sérgio Alves elogiou a iniciativa do Tribunal e afirmou que a ideia do projeto é de suma importância para o meio ambiente. “Nós cidadãos temos que ter essa preocupação com a sustentabilidade. Aproveitar materiais para reciclagem mostra que o TRE-TO está preocupado com o futuro do meio ambiente”, avaliou.

 

Santinhos

A maioria dos locais de votação permaneceu limpo no domingo de eleições, em todo estado. Contudo, os candidatos que insistiram em não respeitar a legislação eleitoral e fizeram o derrame de santinhos na porta de escolas estão sendo notificados pela Justiça Eleitoral.

 

 

 Lília Mara - ASCOM - TRE - TO

Últimas notícias postadas

Recentes