PLS: Levantamento aponta gestão eficiente de recursos no 1º semestre do ano

Justiça Eleitoral do Tocantins economizou R$ 351 mil com práticas sustentáveis e racionalização do consumo, em comparação ao mesmo período de 2017.

Justiça Eleitoral do Tocantins economizou R$ 351 mil com práticas sustentáveis e racionalização do consumo, em comparação ao mesmo período de 2016.

 

Cuidar do meio ambiente, gerir bem os recursos públicos e ainda contribuir para a educação socioambiental dos servidores. Com essas atribuições, o Plano de Logística Sustentável (PLS) da Justiça Eleitoral do Tocantins vem alcançando bons resultados há quatro anos. No primeiro semestre de 2019, o consumo de itens como copos, papel, energia, combustível e água gerou uma economia de R$ 351 mil aos cofres públicos. Os dados são do Relatório de Desempenho Socioambiental, elaborado pelo Núcleo de Gestão Socioambiental (Nuges) do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO).

Entre os itens descartáveis, a maior queda registrada foi no consumo de copos de Café, com redução de 96,2%. A porcentagem representa, na prática, 32.500 unidades a menos no primeiro semestre do ano, em comparação ao mesmo período de 2017 (anos não eleitorais- Resolução TSE nº 23.474/2016). Em seguida, destaque para o copo de água, que teve o consumo reduzido em 84,1% (142.300 unidades a menos); utilização de garrafões de água mineral, que sofreu queda de 69,9%; e papel A4, com redução de 228.500 folhas de papel no consumo geral (35,6%).

Já no âmbito administrativo, queda de 61,9% no consumo de combustível – que representa mais de R$ 212 mil - e 30,3% em impressões monocromáticas. A energia elétrica teve redução de 12,8% (R$ 109 mil) e o consumo de água caiu 3,7%.

Para a coordenadora do Nuges, Wagna Cristiane, os dados são uma demonstração de maturidade da gestão socioambiental e senso de responsabilidade dos servidores. “Somente no 1º semestre de 2019 foram economizados mais de R$ 350 mil, reforçando o compromisso e o engajamento de todos na promoção e consolidação dos 11 eixos temáticos do PLS”, afirmou.

Ainda conforme a coordenadora do Núcleo, a economia nos recursos financeiros gera também redução no impacto ambiental. “Mais de 4.500.000 litros de água deixaram de ser utilizados na fabricação de copos descartáveis e de papel A4, bem como 20 árvores deixaram de ser derrubadas com as ações do PLS no TRE-TO. Já a energia elétrica que deixou de ser consumida dá para abastecer 848 residências populares no período de um mês.

Conscientização

O Plano de Logística Sustentável vem se consolidando como importante instrumento para eficiência na gestão, pois possibilita uma gestão pública aprimorada, baseada em diagnósticos precisos e tomada de decisões mais assertivas. Para atingir as metas sustentáveis estabelecidas pelo TRE Tocantins, o Núcleo de Gestão Socioambiental realiza diversas ações e campanhas internas a respeito da coleta seletiva e economia de água, energia elétrica e papel, entre outros. Um trabalho contínuo de sensibilização, que contribui não apenas para o Tribunal como um todo, mas que se multiplica a favor do meio ambiente com a adesão de cada servidor. “Temos que continuar implementando ações que garantam o bem estar dos servidores e um ambiente naturalmente equilibrado, bem como a economia dos recursos financeiros e ambientais”, finalizou Wagna.

 

Lília Mara – ASCOM – TRE-TO

Últimas notícias postadas

Recentes