Coleta solidária no TRE-TO gera emprego e renda e ainda preserva o meio ambiente

Projeto gerou emprego para nove famílias com a coleta de mais de 1,5 toneladas de resíduos sólidos

Servidores de Itaguatins realizam coleta seletiva
Envolvimento dos servidores foi fundamental para o sucesso do projeto

A coleta solidária do TRE Tocantins garantiu, em 2018, emprego e renda para nove catadores e suas famílias, por meio da Associação de Catadores Reciclopalmas, os quais coletaram mais de uma tonelada e meia de papel e plástico. A gestão de resíduos possibilita dar um destino final adequado ao lixo, trazendo benefícios ambientais, por meio da redução da extração de recursos naturais, além de trazer benefícios econômicos e sociais.

Administrar os resíduos sólidos do Tribunal significa adotar práticas efetivas e sistemáticas desde a coleta, armazenamento até o transporte e destinação final do lixo gerado proveniente das atividades realizadas cotidianamente pela instituição.

“O Tribunal se preocupa com a sustentabilidade e procura minimizar os impactos ambientais provenientes das atividades que realiza. De janeiro a outubro deste ano, mesmo com a realização de quatro turnos de eleições, conseguimos economizar o equivalente a R$ 160.000,00 com a redução do consumo de energia, água e papel A4. Isso demonstra que estamos no caminho certo”, disse a coordenadora do Núcleo de Gestão Socioambiental, Wagna Cristiane.

Reescrevendo o Futuro

E a boa ação não para por aqui, ao voltar do recesso de ano novo, não se esqueça de deixar canetas e demais instrumentos de escrita nos coletores que estão no 2º e 4º andar do TRE-TO.

Para cada 12 gramas de resíduo (peso médio de uma unidade), o TRE receberá dois pontos da TerraCycle, que equivalem a R$ 0,02, os quais poderão ser revertidos em doações para uma entidade sem fins lucrativos ou escola escolhida pelo órgão.

A ação faz parte do  projeto “Reescrevendo o Futuro”, que visa promover a reciclagem dos instrumentos de escrita não mais utilizados e assim intensificar o compromisso com o meio ambiente.

Coleta solidária

No Brasil apenas 2% do lixo é reciclado, enquanto que nos EUA e na União europeia a reciclagem chega a 40% do total descartado. A coleta seletiva solidária está prevista na Resolução CNJ nº 201/2015, em seu artigo 3º, inciso VII.

Quantidade de resíduos coletados e doados para associação de catadores para fazer a destinação ambientalmente correta:

  • Papel: 1654 kg
  • Plástico: 155 kg
  • TOTAL 1.809 kg
  • Resíduos de saúde: 122 kg

Valores do kilograma dos resíduos doados que geram emprego e renda:

  • - Plástico preto: R$ 0,30
  • - Plástico colorido: R$ 0,40
  • - Plástico branco: R$ 0.50
  • - Papel branco: R$ 0,20
  • - Papel colorido: R$ 0,10
  • - Revista: R$ 0,10
  • Papelão: R$ 0,13
  • Metal: R$ 5,00
  • Alumínio: R$ 3,00

Lília Mara – ASCOM – TRE-TO