TRE-TO apresenta Proposta de projeto de Lei que isenta mesários do pagamento de taxa de inscrição em concursos públicos no Tocantins

A iniciativa busca valorizar estes cidadãos que voluntariamente contribuem com o trabalho da Justiça Eleitoral no dia das eleições

Arte mesários

Os mesários têm papel fundamental no processo democrático brasileiro e como forma de valorizar estes cidadãos que voluntariamente contribuem com o trabalho da Justiça Eleitoral no dia das eleições, o Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) enviou à Presidência da Assembleia Legislativa Proposta de um projeto de Lei que dispõe sobre a isenção do pagamento de inscrição em concursos públicos para quem já prestou serviço eleitoral em ao menos duas oportunidades.

A proposta apresentada pelo Presidente do TRE-TO, desembargador Eurípedes Lamounier, visa isentar o pagamento de taxas de inscrição em concursos públicos realizados no Tocantins pela administração pública direta e indireta, autarquias, fundações públicas e entidades mantidas pelo Poder Público estadual a eleitores que já participaram de ao menos dois eventos eleitorais, seja eleição ordinária, suplementar, referendo e/ou plebiscito, consecutivos ou não. 

O documento foi encaminhado à Presidência da Casa de Leis na última sexta-feira (4/9). “Esta é mais uma ação de interesse público e cidadania, que além de valorizar o trabalho dos mesários, também busca sensibilizar e estimular a sociedade tocantinense, especialmente os jovens, a participarem das Eleições como voluntários, seja como mesário, seja como equipe de apoio, de modo a assegurar o pleno exercício do voto”, destacou o presidente do TRE-TO. 

A isenção de taxas já é realidade em estados como o Piauí (Lei nº 6.882/2015), Paraná (Lei nº 19.196/2017) e Rio Grande do Norte (Lei nº 9.643/2012), além do Distrito Federal (Lei nº 5.818/2017). 

Mesários

A cada eleição, a Justiça Eleitoral do Tocantins conta com a participação de mesários para realização dos trabalhos nas seções eleitorais. Durante a votação, eles compõem as mesas de votos e justificativas, fiscalizam e desempenham tarefas de logística e organização da seção para a qual foram designados. 

Eva Bandeira (ASCOM/TRE-TO)

Últimas notícias postadas

Recentes